Os tipos de linhas de freio, suas funções e aplicações

Em um sistema de freio automotivo a força exercida pelo piloto no pedal é transferida para o fluido de freio no cilindro mestre, que por sua vez é conduzida às pinças gerando a frenagem do veículo. No entanto, para a condução dessa pressão no fluido existem diferentes tipos de tubos, ou linhas, que podem influenciar na eficiência de todo o sistema de freios. Os tipos de linhas de freios são as linhas rígidas e flexíveis.

Como o próprio termo já indica, as linhas flexíveis são compostas de materiais que permitem que haja movimentação do tubo. Sendo normalmente de borracha reforçada ou de teflon revestido com malha de aço inox, essas linhas se encontram em sua maioria nas regiões das rodas, próximo ao local de ancoragem da suspensão conduzindo o fluido por esse trecho até as pinças. Esse tipo de tubo é essencial exatamente pela liberdade permitida por ele, de forma que não compromete a ação de esterçamento por parte do piloto e o ganho de curso da suspensão.


Figura 1: Exemplo linha de freio flexível

Uma outra diferença importante desse tipo de tubo para os rígidos está na perda de pressão devido a expansão pela pressão interna que iremos explicar posteriormente.

As linhas rígidas normalmente são compostas de materiais menos maleáveis fazendo com que essas linhas normalmente se encontrem na parte interna dos veículos de forma que não é necessária a movimentação dessas, ou seja, são linhas que ficam fixas em posições pré-determinadas para conduzir o fluido com a pressão necessária. Normalmente para este fim são utilizados tubos de cobre ou aço de pequeno diâmetro.


Figura 2: Exemplo tubo de cobre

É importante ressaltar que neste tipo de tubo a expansão do material frente à pressão interna exercida é menor quando comparamos com os tubos flexíveis e desta forma é garantido que haja menor perda no sistema nesses trechos.

Isso é algo crucial para que todo o sistema de freios seja eficiente e seguro tanto para o piloto quanto para os pedestres ao redor, pois caso haja uma perda excessiva de pressão nas linhas de freios, maior será o deslocamento necessário no pedal e menor será a força que as pinças irão exercer sobre o disco de freio resultando em uma menor capacidade do veículo desacelerar.

É importante ter cuidado e fazer as manutenções periódicas recomendadas para esses componentes, pois vazamentos ou entradas de ar nas tubulações podem até mesmo incapacitar todo o funcionamento do sistema de freio causando acidentes e grandes riscos para todos.

Em nossa equipe estamos desenvolvendo um sistema para averiguar o quanto se perde em pressão nas linhas de freio de forma a sempre estar buscando aperfeiçoar nosso projeto e desenvolver conhecimento.

Eai!? Esse texto foi útil para você? Conta para a gente nos comentários e nos siga no Instagram (@rampagebaja).


#gorampage #freio #linhadefreio #carro #baja #engenharia

(24) 99271-2219 || (32) 98876-2723

UFJF - Rua José Lourenço Kelmer s/n

Faculdade de Engenharia

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

rampagebajaufjf

Rampage Baja

rampagebaja

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now